Prefeito de Mogeiro cria mal entendido sobre o “batismo de cachorro”

O que parecia ser uma brincadeira, o “batismo de um cachorro”, se tornou algo no mínimo constrangedor para população de Mogeiro PB, em particular a população católica.

No último dia 15 de novembro aconteceu uma confraternização naquela localidade.

O evento contou com a presença do prefeito da cidade  Alberto Ferreira.

Evento este que tinha como finalidade comemorar o aniversário de um cachorro, animal de estimação de uma família daquela cidade.

Na ocasião foi dado ao cachorro o nome de Igor, de forma descontraída o prefeito da cidade em tom de brincadeira fez um discurso “solene” em homenagem ao fato  do cachorro agora ter um nome e ter sido ‘batizado”, (batizado no sentido de receber um nome), com o nome Igor.

Em virtude do prefeito usar a palavra batizado, gerou-se o mal entendido de que realmente aquele era o momento solene e que de fato o cachorro estaria recebendo o batismo (sacramento da igreja) das mãos de um padre.

Por conta da repercussão do mal entendido e buscando esclarecer os fatos, entramos em contato  com a Paróquia de Nossa Senhora das Dores, na cidade de Mogeiro, na oportunidade falamos com o seu Pároco , o Padre Luiz Brasiliano.

Em entrevista por telefone ao CSS Notícias o Padre Luiz Brasiliano, esclareceu que não houve nenhum batismo (sacramento da igreja católica) de cachorro,  e que naquela confraternização à qual estava presente o perfeito não havia nenhum Padre ou Diácono, todos estavam em um evento religioso chamado Desperta Jovem.

Portanto, não houve nenhum batismo de animal, seja por conta da igreja católica ou de qualquer outra religião.

Veja como tudo começou 

Qual sua opinião sobre este assunto?

Uma resposta para “Prefeito de Mogeiro cria mal entendido sobre o “batismo de cachorro””

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2015-2018 CSS Notícias | Desenvolvido por EA Soluções