fbpx

Maternidade de Patos pode entrar em colapso

A Maternidade Peregrino Filho, em Patos é responsável por fazer mais de 400 partos por mês e atender a mais de 70 municípios, está com suas atividades comprometidas.

Desde fevereiro os funcionários da maternidade já faziam denúncias de salários atrasados e más condições de trabalho.

Agora no mês de março, segundo informações os problemas ainda persistem.

A empresa Gerir que administra a Maternidade também é acusada de superfaturar os salários de alguns funcionários.

A Redação do Portal CSS Notícias deixa o espaço aberto para membros do Governo, ou representantes da empresa Gerir trazer esclarecimentos.

Qual a sua opinião sobre assunto?

© 2015-2018 CSS Notícias | Desenvolvido por EA Soluções

%d blogueiros gostam disto: