fbpx

Dinaldinho é acusado de desviar dinheiro da Saúde

Em um relatório emitido pelo Tribunal de Contas da Paraíba, o então Prefeito de Patos e agora afastado Dinaldo Medeiros Wanderley Filho é acusado de “desvio de finalidade na aplicação de recursos vinculados”, referente ao exercício de 2018.

No referido ano de 2018, a Prefeitura de Patos recebeu do Governo Federal um recurso de 4.304.992,00 (quatro milhões, trezentos e quatro mil e novecentos e noventa e dois reais), a serem geridos pelo Fundo Municipal de Saúde.

Contrariando essa determinação o relatório do TCE mostra que esses recursos foram utilizados para pagamento de pessoal e obrigações patronais do Instituto próprio de Previdência, portanto, desvirtuando a real finalidade desses recursos.

Caso esse dinheiro tivesse sido utilizado de forma correta teria permitido restruturar a rede de serviços de atenção básica de saúde, além disso poderia ter permitido a construção e ampliação de Unidades Básicas de Saúde.

Cerca de 538 itens poderiam ter sido adqueridos, aparelhos de Ultrassonografia, Cardio versor, Esfigmomanômetro, Cadeira Odontológica, Lanterna Clinica, Eletrocardiógrafo, dentre outros equipamentos fundamentais ao atendimento básico de saúde.

Além do erro de usar esses recursos de maneira contraria ao que foram destinados, um total de 865.530,83 foram “gastos” sem que haja comprovação das despesas.

Dinaldo Filho que já está afastado para que se investigue possíveis irregularidades, agora terá que se explicar de mais uma acusação, ao mesmo tempo os vereadores que estavam em exercício no ano de 2018 também podem ser responsabilizados, tendo em vista que uma das atribuições do Poder Legislativo é Fiscalizar é fiscalizar o Poder Executivo. Portanto, se todas as acusações forem confirmadas os vereadores podem também ser penalizados.

Veja Documentação:

Qual a sua opinião sobre assunto?

© 2015-2018 CSS Notícias | Desenvolvido por EA Soluções

%d blogueiros gostam disto: