fbpx

Há um ditado que diz que a gente não deve se justificar para os amigos, pois eles já nos conhecem intimamente; nem fazê-lo, do mesmo jeito, para os inimigos, visto que eles nunca acreditariam, porém contrariando essa máxima popular, venho aqui dizer para todos, indistintamente, que a minha consciência está tranquila, pois o meu coração é limpo.

É dispensável esse discorrer sobre os meus préstimos como médica e primeira-dama, pois o sentimento que nutro pela minha profissão se equipara ao que sinto por cada um de meus pacientes e conterrâneos. Atendo aos que me acorrem, seja em João Pessoa, Santa Luzia, Cacimbas ou nas clínicas patoenses, com o mesmo carinho e dedicação, e foram justamente, essas pessoas, as quais entregam a vida delas em minhas mãos, que me socorreram quando eu mais precisei. Talvez não tenha pensado, a oposição de Patos, aquela oposição que politiza todos os ditames administrativos, que vive procurando chifre em cabeça de cavalo… Que naquele fatídico dia do acidente, uma mulher, mãe, esposa, grávida de oito meses do segundo filho, poderia ter morrido no acidente traumatizando, para sempre, os seus entes queridos. Não! A oposição colérica de Patos não pensou nisso.

Imediatamente, ao fato, surgiram especulações descabidas, que serão provadas em juízo, com documentos integrais, quando for conveniente ao ministério público, visto que nunca usei ou pretendi usar um bem público em benefício próprio. A minha missão aqui, saibam todos, é servir; e não acumular.

Apesar de guerreira eu sou de carne e osso. E vocês não imaginam, como eu fico, toda vez que me deparo com uma injustiça. No entanto, não esmoreço quanto às minhas virtudes. Pois delas, faço o meu escudo e fortaleza. E à Deus entrego tudo em oração.

Se agora estou podendo relatar essas coisas é por que sou testemunha ocular de um livramento Divino; e o meu filho Otávio, que carrego na barriga, com o coraçãozinho batendo tranquilo, é a prova de que esse Deus está comigo.

É fácil julgar pessoas que estão sendo expostas pelas circunstâncias; mas é também desumano, irresponsável, descabido. Sejam justos com vocês mesmos e nos poupem desse denuncismo que não constrói. Elevem o nível do debate e busquem alternativas para nos ajudar a fazer Patos voltar a crescer no ritmo acelerado do desenvolvimento. E isso a gente só consegue sendo verdadeiro.

Que Deus abençoe a todos quanto necessitarem das bênçãos de Deus.

Mirna Noia Wanderley Primeira-dama do município de Patos.

Qual a sua opinião sobre assunto?

© 2015-2018 CSS Notícias | Desenvolvido por EA Soluções

%d blogueiros gostam disto: